domingo, 11 de janeiro de 2009

O maior terrorismo

Não há terrorismo maior (nessa época tão preocupada e sofrida com isso, talvez entendamos) do que a crença necessária, o ter que crer para viver.
A raiz de todo terrorismo é a noção de poder impor condições via recursos extremos e resultados definitivos. De onde vem isso senão do grande terrorismo das opções radicais entre céu e inferno, que são as religiões. Essas duas bombas, o céu e o inferno, ambas impostas por quem tem o poder de decidir, são usadas como motivadores de crença. Elas tornam necessárias as salvações e os salvadores, validam as crenças, definem as éticas e moldam as sociedades à imagem e semelhança do terror Maior.

Onaldo Alves Pereira