sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Abraço

Buscamos com Deus e o mundo o abraço mais achegado até que, confusos, não saibamos mais que coração sentimos pulsar.
No apaixonado desse abraço sumimos em Deus, perdemos-nos no mundo e já não mais nos achamos.
A unidade que realizamos assim é fato, mesmo quando não temos consciência disso.
Se um só coração sentimos, é o de Deus em nós.
Se um só coração escutamos, é o do mundo em nós.
Abraçados sabemos: Deus é o mundo e nós neles.
Esse saber é a alma de todo saber.
Ele cria e sustenta a vida.
Abraçados em Deus criamos vida.
Onaldo Alves Pereira