segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Não é juiz

Deus não é juiz e nem julga! Essa função é arte da fraqueza humana, sinal da incapacidade de consertar as coisas. Deus é médico e remédio, se diagnostica, também sara!
A Boa Consciência existe na constatação universal da bondade da vida e de Deus como a fonte dessa bondade, disponível em todos os seres. O julgamento e a condenação de um ser que seja renega tudo o que sabemos dessa bondade e, torna a vida um filme de terror sem sentido.
Nesse contexto, de uma possível condenação, ninguém escaparia, nem Deus. Findariam todos fracassados, inclusive Deus. Como poderia jamais alguém, supostamente salvo, ficar feliz sabendo de um só perdido?!
As contradições dessa manifestação da existência na Terra só se explicam como recursos didáticos. Para a criança o primeiro dia de aula não faz sentido e faz sofrer. Assim, também, esse nosso momento.
Estamos seguros, porque, amor infalível é Quem imaginou o mundo, os seus caminhos e o seu sentido, que só pode ser muito bom!!
Onaldo Alves Pereira