segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Ave Obama!

Obamania, Era Obama, Obama fashion, tudo da hora!
Entraram por nós nessa novidade. Em um mundo globalizado – signifique isso o que significar – a única potência econômica e militar – ou quase, como, equivocadamente, pensam e torcem os “contra”- é a capital do mundo. Obama é, portanto, o presidente do Planeta! Constatar isso é realismo despido de pruridos politicamente corretos.
Sendo Obama bem intencionado, lucramos todos, mas não nos esqueçamos do contexto onde ele será apenas uma peça, importante, mas na gerência de um estado pesado, saturado de vícios e apêndices podres de todo o tipo imaginável. Sejamos moderadamente otimistas.
Aliás, o estado, qualquer um, a meu ver, é sempre um mal maior, ou menor, dependendo de seu tamanho.
Os maniqueístas tendem a rachar tudo ao meio, sem deixar nem sobras de mistura, o que é ledo engano.
Os Estados Unidos são um país complexo, nuançado e com tradições ricas, em todas as direções possíveis do que se poderia chamar de esquerda ou de direita. Ser antiamericano é fugir pela tangente da obrigação de pensar ao se debruçar sobre qualquer situação e ousar ter algo a dizer a respeito. Ser americanófilo dá no mesmo. Para o bem ou para o mal, ou, como prefiro, no meio, cinza denso, que é a realidade, os EUA são o poder de fato a governar o mundo, gostemos ou não.
Por pior que Bush tenha sido, e, olha que ele caprichou em não prestar, dele ganham na ruindade os governantes das teocracias mulçumanas, a ditadura chinesa, os Castros, Chávez e o Evo Morales (amigos do Lula).
Seja bem-vindo o Obama, com a sua gravata borboleta branca e esposa de tubinho, feito por estilista cubana expatriada (será que a diplomacia dele virá assim, em roupa de baile?). Para alguns, esses detalhes são demais! Que sejam!
Primeiro presidente negro dos EUA; parabéns para eles!
E o Brasil, país com maior população de negros fora da África, quando chegará a ter um Congresso Nacional com o número de negros que o dos EUA tem, sem falar em presidência?!
Onaldo Alves Pereira