quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Contra a violência o remédio de minha paz!

Contra a violência o remédio de minha paz!
Como construir a paz semente, a minha paz?!
Dois passos pra lá, dois pra cá fazem um belo xote!
O primeiro passo a minha consciência que, uma vez solta, seguindo a música do coração de Deus, será poder transformador!
Para que se solte ela precisa de espaço amigo e, ele é o conhecimento, a apreciação da vida, a sensibilidade e qualidades afins.
Seus maiores inimigos são: a ignorância, a rigidez, o exclusivismo, o simplismo e semelhantes.
Comece instruindo-se, aprendendo a apreciar a beleza, lendo e cultivando o espírito e a auto-estima.
Segundo passo; assuma-se como mundo e participe de sua vida.
Um jeito bem prático e atual de se fazer isso: a ação política. Para essa eleição faça uma lista do que quer que seu candidato realize e tenha o propósito de acompanhá-lo durante o mandato.
Partilho aqui alguns pontos de minha lista na questão da violência:
- acima de tudo, escola e trabalho para todos;
- formação médico-pedagógica para os agentes de segurança;
- a auto sustentabilidade dos presídios (presídios agrícolas longe das cidades, onde os presos produziriam da lavoura à industrialização dos alimentos, por exemplo);
- penas alternativas e escola e trabalho assistidos para quem comete pequenos delitos;
- tratamento médico psicológico para os presos renitentes e o seu isolamento;
- a substituição das armas letais por armas de alta tecnologia com efeito paralisante;
Continuarei a partilhar outras propostas e gostaria de conhecer as suas.
Serenamente, sem histeria ou fanatismo, revelaremos na cara do mundo a face divina!
Onaldo Alves Pereira