sábado, 10 de janeiro de 2009

Cuidado, eu sou “salvo”!
Vi escrito em um carro: (adesivo) “Cuidado, esse carro pode ficar desgovernado, a qualquer momento posso ser arrebatado”!
Os complexos filosóficos, religiosos e político por detrás desse pensamento são horrendos, um verdadeiro terrorismo contra tudo o que possa haver de melhor no ser humano e no mundo. Conclui que aquele motorista está acima e sobre os outros, que ele e não os outros serão arrebatados... É como fazer figa, botar a língua para fora para os que não chegarem lá e, isso, antecipadamente... Essa é a religião da salvação individual, uma monstruosidade!
Onaldo Alves Pereira