terça-feira, 27 de janeiro de 2009

A Globo X Record na guerra dos Pirulitos

Compramos pirulitos sabor groselha, o meu amiguinho e eu. Primeira lambida e lá veio a disputa de sempre:
- O meu pirulito é muiito melhor que o seu! – Ganhei pontos, saindo na frente!
- Melhor nada! O seu só tem gosto de açúcar!
- De açúcar?! Como é que você sabe, seu bobão?
- Taí, eu sei, e você nem isso sabe do próprio pirulito, chupa sem saber!
- Hum, hum, hum... Exclamamos juntos, lambendo os nossos pirulitos da base à ponta e revirando os olhos.
- Deixa eu provar o seu, então! Uma lambidinha só!
- Nunca! Vai sujar o meu doce! E você nem vai saber a diferença!
- Tá bom, tem mesmo que ter medo de mostrar que o seu doce é só doce de açúcar!
- O meu, o meu?! Ora sô, é groselha pura...
- Ah é? Então, é azedo...
Acabaram-se os pirulitos na poeira, sabores misturados no chão, que sabor se resolve no muque.

O Padrão Globo de Televisão é inimitável. Não adianta a Record tentar copiar. O resultado sempre será um desastre. É, ou não é?
“A Record colocou um repórter na cidade de Gaza. O único repórter lá, durante os conflitos.”
“Exclusivo! A Globo, mostra em primeira mão a carniça e os urubus.”
Dá pra ver que meninice não é exclusividade de crianças! Custam milhões, os pirulitos midiáticos! E a razão, nos dois casos, é a mesma!
E, até parece que “nós os adultos” nos impressionamos!!
Bem, não posso deixar de dizer que, nesse caso, juro que o pirulito da Record é meio insosso mesmo e, vamos para o chão!
Onaldo Alves Pereira