quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

A verdade humana


Está nos extremos a verdade humana? Ou no meio termo das coisas? Ou no fim, no acabado de tudo?
Donde o ser humano mais completo, no que definha e já tem os sentidos embotados e o corpo definhando, restando-lhe apenas o que de fato é? Ou no que nos seus vinte anos desabrocha pleno de beleza, força, fertilidade, sonhos e possibilidades? Onde encontrar o verdadeiro ser humano?
Acho que a medida, qualquer delas, é incapaz e insuficiente, porque enquanto for possível medir estar-se-á aquém. A verdade do ser humano extrapola mesmo a necessidade e ou o desejo e a possibilidade de medir, está além e aquém dos lugares comuns criados pelo mito do poder. O próprio conceito de verdade é pouco.
Onaldo Alves Pereira