terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Dois em um


A mulher grávida é a metáfora perfeita do que ansiamos espiritualmente. Queremos ser o feto vivo no mundo e ter em nós o mundo como feto vivo. Um em dois e dois em um, o encontro que reorganiza a vida.
A desorganização da vida é um privilégio nosso. Como quem embaralha as cartas para o jogo, ou as peças do quebra-cabeça, nós, em nossa liberdade, nos preparamos para o sublime jogo da reorganização, ato autônomo, também de nossa liberdade, que nos individualiza e torna pessoas. Isso acontece como um exercício de aprendizado.
Onaldo Alves Pereira