quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Apreciamos


Os palhaços, os clowns, os arlequins, as colombinas, os momos, as marionetes e os bonecos de vara e de cordões.
Que o jocoso provoque o riso e traga à baila o lado engraçado de todas as situações. Que se permita rir do sério, fazendo dele um equilibrador capaz de curar a mente das fobias e dúvidas que lhe assustam.
Apreciamos desfazer as caretas com gargalhadas, inventar piadas sobre tudo e abrir picadeiros em todos os cantos, dos templos às cozinhas.
Que, contudo, não se discrimine o fraco, as diferenças ou as sensibilidades e nem se faça anedotas que depreciem pessoas por sua cor, sexo, raça, nacionalidade ou religião.
Apreciamos a comédia como mensageira de uma mente progressista, leve e pacificadora.
O sorriso, o riso, a gargalhada e o soltar do espírito.
A beleza do Sorriso de Deus em nós organizando para melhor o mundo.
Onaldo Alves Pereira