sexta-feira, 10 de abril de 2009

Nenhum poder a não ser a ternura.
Só a carícia para alisar superfícies ásperas!
Onaldo Alves Pereira