quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Peito

Peito
O céu arrebenta de lua
e serena nas folhas
cada uma um céu

O coração racha de enlevo
e vaza nos olhos
luares de amor

O beijo que se segue, molhado
é lua no peito rachado
de tanto amor.
Onaldo Alves Pereira